9 segredos sobre carros que apenas condutores experientes conhecem

 

Quer tenhas carta há muitos anos ou tenhas aprendido a conduzir ontem, provavelmente existem muitas coisas que não sabes sobre o teu carro. Na verdade, algumas das coisas que pensas estás a fazer bem até podem ser desnecessárias.

Aqui está um lista de dicas e truques que precisas de saber:

1.A bateria do teu carro pode não ter que ser substituída

Quando tens problemas com a bateria do carro o teu primeiro instinto pode ser mudar de bateria, mas a verdade é que nem sempre é necessário. Muitas vezes são apenas os cabos que estão corroídos. Um truque usado para combater a corrosão é deitar Coca-Cola nos cabos. Outra alternativa mais barata e mais fácil é carregar a bateria. Se tiveres mesmo que trocar a bateria, certifica-te que trocas por uma nova porque as baterias desgastam ao longo do tempo.

2.É mais importante teres a certeza que não ficas sem óleo do que manter o óleo limpo

Na verdade não precisas de verificar o óleo a cada 5000 km. Especialistas sugerem que esperes até aos 12000 km e alguns profissionais dizem até que é seguro esperar até aos 16000 km. Quando se tratar do óleo do carro, o mais importante é que não acabe e não que esteja limpo. Em carros modernos, o normal até é que o óleo evapore.

 

3.Verifica se as pastilhas têm ferrugem

Quando os travões do carro começam a fazer barulhos estridentes, o teu primeiro instinto pode ser substitui-los. Normalmente, o melhor é tratar da ferrugem nos travões, algo que pode ser facilmente resolvido com limpeza e raspagem. No geral, as pastilhas não precisam de ser substituídas até estarem 90% gastas.

4.Tem cuidado com inspeções grátis

Quando um mecânico te diz que o teu carro precisa de algo, o normal é que não questiones um profissional. Infelizmente, nem todos os mecânicos são de confiança. Alguns vão sugerir que o teu carro tem problemas e cobrar-te muito dinheiro para os reparar depois de te terem oferecido uma “inspeção grátis”. Assim sendo, deves estar atento a alguns sinais.

Um bom mecânico vai mostrar-te a peça estragada e explicar-te porque é que não funciona e porque é que não tem arranjo. Um mecânico que te queira enganar vai dizer-te que o problema é demasiado complexo para explicar à espera que pagues sem pensar sobre o assunto.

5. Não peças ao teu mecânico para te fazer a rotação dos pneus

No que toca a fazer a rotação dos pneus do carro, não peças ao teu mecânico para o fazer. Não só é difícil de perceber se eles foram mesmo trocados de sítio ou não como muitos especialistas não acreditam sequer que ajude a melhorar atributos como a velocidade. Se por ventura precisares mesmo de fazer isto, marca os teus pneus com giz, por exemplo, para assegurar que foram efectivamente mudados de sítio.