A história real por detrás da Princesa Iraniana Qajair: teve 145 pretendentes e 13 suicidaram-se depois de terem sido rejeitados por ela

 

Nas redes sociais, tornou-se viral a fotografia de uma suposta princesa do Irão, que era considerava na altura o protótipo de mulher perfeita no que a beleza dizia respeito. Estas fotografias surpreenderam milhares de gente, que rapidamente as espalharam…

Aparentemente, Qajair teve cerca de 145 pretendentes e, por ser considerada um símbolo de perfeição e de beleza, 13 homens da alta nobreza cometeram mesmo suicídio depois de terem sido rejeitados por ela!

Qajair não é bem o nome da mulher mas de uma dinastia da qual ela fazia parte. Esse foi a família real iraniana que liderou a nação entre 1785 e 1925. Um dos reis do território persa foi Naser al-Din Sah Kayar (que liderou de 1848 a 1896) e a princesa que aparece nas fotos partilhadas foi Zahra Khanom Tadj es-Saltaneh.

 

Considerada muito à frente do seu tempo, ela foi considerada uma feminista e lutou pelos direitos das mulheres iranianas. Teve quatro filhos e divorciou-se – algo que era muito fora dos padrões na época – para além de ser a musa inspiradora do poeta Aref Qazvini.

Agora, os critérios de beleza das mulheres iranianas mudaram, e de que maneira:

Qual preferes?