A razão pela qual os condenados à morte no Texas não têm direito à sua última refeição

 

Atualmente, nenhum preso no corredor da morte no estado do Texas tem direito a uma última refeição antes da sua execução, e isto porque Lawrence Brewer ordenou grandes quantidades de comida, mas no final recusou-se a comer uma única dentada, uma vez que não tinha apetite algum.

A própria ideia de ter uma última refeição é uma das coisas mais macabras e intrigantes de todo o Sistema Judicial dos Estados Unidos. Para além disso, foi documentado que os condenados pediram banquetes que não querem ou não podem comer na altura, pelo que as autoridades são forçadas a encontrar alguém que queira ou simplesmente deitar fora o que foi pedido.

Brewer era um assassino supremacista branco que foi levado para a prisão juntamente com dois outros sujeitos por arrastar James Byrd Jr. até à sua morte amarrado à traseira de uma camioneta por mais de três quilómetros ao longo de uma autoestrada.

 

Este tipo e John King foram os primeiros homens caucasianos a receber a pena de morte por assassinarem um homem de cor no estado do Texas. Isto também levou as autoridades do Texas a implementar novas leis para punir severamente todos os crimes de ódio. Para além de Brewer e King, Shawn Berry foi detido, mas recebeu prisão perpétua.

De acordo com um relatório na altura publicado no Houston Chronicle, o pedido de Brewer consistia num prato de quiabo frito com molho de tomate, dois filetes de frango com molho e cebola, uma omeleta de queijo com carne moída, jalapenos e pimentão.

No entanto, era apenas a entrada, pois também encomendou um cheeseburger com bacon e triplo bife, três fajitas, um quilo de salsichas, meio pão branco, gelado de baunilha caseiro, doce de manteiga de amendoim e cerveja.

O que surpreendeu todas as autoridades foi o facto de Brewer se ter recusado a comer uma única dentada do banquete, levando o senador do Texas John Whitmire a acabar com a tradição de 87 anos de oferecer uma última refeição aos condenados e apenas lhes servir o que os outros reclusos comeram nesse dia.

Brewer revelou-se uma pessoa horrível até ao fim dos seus dias. Sabe-se que no dia anterior à sua execução, apesar de a família de James Byrd ter pedido que a sua vida fosse poupada, ele não mostrou remorsos, afirmando que voltaria a cometer homicídio.