A razão pela qual o bife Wagyu é tão caro

 

Podes até nunca ter provado bife Wagyu, mas certamente sabes que é um dos tipos de carne mais cara no mercado. Mas já alguma vez questionaste o porquê deste bife japonês ter um preço tão elevado?

A tradução de Wagyu é bastante literal: “Wa” significa japonês e “gyu” significa vaca. O que faz desta carne tão especial é a sua gordura intramuscular.

De acordo com Alicia Rooker, editora do wensite Taste of Home, “A gordura do Wagyu derrete a uma temperatura mais baixa que a dos outros bifes, tornando a carne mais saborosa. A gordura é também rica em Omega-3 e Omega-6.”

Há quatro raças de Wagyu no Japão: Japonês Castanho, Japonês Negro, Japonês Shorthorn e Japonês Pollen.

 

O país controla sua produção de Wagyu de forma estrita e testes de progênie são obrigatórios.

Esta prática garante que apenas a carne da melhor qualidade é produzida. Os Japoneses baniram a exportação desta carne, mas agora já há criação de gado Wagyu nos Estados Unidos.

Wagyu é normalmente comparada a bife Kobe, outro tipo de carne de vaca bastante cara. No entanto, a raça que originou a carne Kobe é mais rara que Wagyu, daí que Kobe seja mais cara. Rooker diz que existem apenas 3000 bovinos por ano que se qualificam como autênticos Kobe.

A melhor forma de cozinhar este bife é sem ou com muito pouco óleo, uma vez que que o carne liberta mais gordura que um bife normal.