Aluna de 17 anos é mandada para casa por causa da sua roupa “desadequada” que fez um professor sentir-se “desconfortável”

 

Um pai da cidade de Kamloops, em Colúmbia Britânica, Canadá, partilhou recentemente o seu desagrado por uma decisão tomada pela escola da sua filha de a mandar para casa. Aparentemente, tudo isto aconteceu porque a sua roupa podia fazer com que um professor se sentisse ” desconfortável”.

Segundo Christopher Wilson, Karis, de 17 anos, chegou a casa a chorar depois de lhe ter sido dito por uma professora que o seu vestido parecia lingerie. Também lhe foi dito que o seu vestido preto até aos joelhos, usado em cima de uma gola alta branca com mangas compridas, era uma violação do código de vestuário da escola.

Wilson partilhou a desilusão nas redes sociais, onde escreveu:

“Hoje, a minha filha foi mandada para casa porque a sua roupa fez com que a sua professora e o seu professor assistente ‘se sentissem desconfortáveis’. Diante da turma inteira, disse-lhe que precisava de sair da aula e levou-a ao subdiretor antes dela vir para casa em lágrimas.”

“Depois de lhe perguntar como é que ela gostaria que eu tratasse deste assunto, ela disse que queria ter a certeza de que este tipo de coisas não acontecia com outros alunos.”

Estou frustrado, estou magoado. Estou desiludido com o sistema”, disse Christopher num vídeo que colocou online. “Estou bastante chateado com o facto de isto ter acontecido em 2021”.

 

Numa entrevista para os meios de comunicação social, Christopher disse:

“Disseram à Karis que poderia fazer com que o professor assistente se sentisse desconfortável e que poderia fazer com que [a sua professora] se sentisse constrangida, uma vez que a roupa a fazia lembrar de lingerie. É na verdade uma roupa muito modesta quando se olha realmente para ela… Penso que os comentários iniciais se basearam no facto de ter renda”.

Vê o vídeo Christopher falou da situação da filha:

Entretanto, alguns dos estudantes organizaram uma manifestação para apoiar Karis: