Animais encontrados a morrer à fome num jardim zoológico

 

Surgiram na internet imagens chocantes que mostram as condições horríveis em que os animais de um jardim zoológico em África se encontram, sendo que muitos estão a morrer à fome e o aspeto deles fala por si.

A organização não governamental WildatLife.e.V investigou o jardim zoológico em questão, localizado em Ougagadougou, Burkina Faso, sendo que o mesmo tem 47 animais selvagens, incluindo leões, hipopótamos, macacos, alces e hienas.

A equipa ficou incrédula ao constatar que muitas espécies em vias de extinção estavam à beira da morte, sendo que quatro leões, dois hipopótamos, uma hiena e algumas tartarugas e alces estavam a passar fome há semanas, tendo a saúde “muito comprometida”.

As fotografias falam por si…

 

Os inspetores analisaram as jaulas uma a uma e constataram que o cheiro que vinha delas era “nauseabundo”. Para além disso, encontrou dois corpos de animais completamente apodrecidos.

Também foi reportado que o zoo viu 98% (!) dos seus animais a morrer nos últimos seis anos. A WildatLife.e.V é uma organização independente e internacional que trabalha na conversação e proteção da vida animal, que ajuda a resgatar animais em perigo.

A verdade é que o Burkina Faso tem sofrido muito com uma crise humanitária, sendo que muita, muita gente passa fome. As Nações Unidas anunciaram até que um bilião de dólares iria ser doado ao país para ajudar as pessoas na região.

O que dizer?