“Cápsula do suicídio” é aprovada para uso

A “cápsula do suicídio” de Philip Nitschke foi aprovada para utilização na Suíça.

 

O ex-médico australiano e fundador do grupo pró-eutanásia Exit International recebeu recentemente a notícia de que a sua invenção, intitulada Sarco, será em breve utilizada no país europeu.

Trata-se de uma cápsula impressa em 3D que permite que alguém que queira morrer o faça de uma forma diferente daquela que havia sido previamente legalizada.

Os pacientes teriam normalmente de ter um médico a administrar pentobarbital de sódio líquido, o que os faria adormecer após alguns minutos, depois entrar em coma e, eventualmente, falecer.

Estas pessoas também têm de se submeter a uma avaliação psiquiátrica para se certificarem de que a pessoa tem capacidade mental e clareza para dizer que se encontra de mente sã e que quer morrer.

A máquina de Nitschke aborda o processo, bem como o conceito de suicídio, de forma um pouco diferente. O médico disse à Swiss-Info:

“A pessoa vai entrar na cápsula e deitar-se. É muito confortável. Ser-lhes-á feita uma série de perguntas e quando tiverem respondido, poderão premir o botão dentro da cápsula ativando o mecanismo no seu próprio tempo. A cápsula assenta sobre uma peça de equipamento que inundará o interior com azoto, reduzindo rapidamente o nível de oxigénio de 21% para 1%”.

“A pessoa vai sentir-se um pouco desorientada e pode sentir-se ligeiramente eufórica antes de perder a consciência. Tudo isto leva cerca de 30 segundos. A morte ocorre através de hipoxia e hipocapnia, privação de oxigénio e de dióxido de carbono, respetivamente. Não há pânico, não há sensação de asfixia”, disse.

Ele disse que o utilizador também teria uma sensação de euforia imediatamente antes de desmaiar devido ao azoto, pelo que os seus momentos finais seriam felizes e contentes.

Philip espera que a sua máquina Sarco venha desmedicalizar o processo de falecer. Ele não acredita que os pacientes devam ser submetidos a uma avaliação psicológica e quer que eles tenham um papel mais importante na forma como morrem, razão pela qual a cápsula Sarco exige que o utilizador carregue no botão.

O antigo médico quer ser capaz de desenvolver um sistema de rastreio de inteligência artificial que avaliará se eles têm capacidade ou não para tomar tal decisão.

O que dizer?