“Casa de Meninas” oferece aos clientes 30 minutos com uma profissional à escolha se estes se vacinarem contra a COVID-19

 

Uma “Casa de Meninas” em Viena está a oferecer aos clientes 30 minutos com uma “profissional à sua escolha” em troca da obtenção de uma vacina contra o coronavírus.

Sim, enquanto que em alguns sítios estão a convencer as pessoas a ser vacinadas com cerveja grátis, donuts ou até mesmo subscrições de ginásio, na Áustria as coisas estão a ir por um caminho diferente.

Os números de vacinação do país estão entre os piores da Europa Ocidental, o que significa que o governo foi forçado a introduzir a “regra 2G” – o que significa que aqueles que não tiverem o esquema vacinal completo serão impedidos de entrar em locais públicos como restaurantes, hotéis, salões de cabeleireiro e grandes eventos.

Mas a “Casa de Meninas” Fun Palast surgiu de uma forma inovadora para apelar aos que ainda não receberam a sua vacina, tendo oferecido às pessoas uma sessão de 30 minutos se estas se vacinarem contra a COVID-19.

 

A entidade que representa a “Casa de Meninas” disse: “Devido à pandemia, registámos uma diminuição de 50% [nos clientes], e com esta iniciativa esperamos que o número de clientes volte a aumentar”.

Peter Laskaris, gerente da Fun Palast, disse à Reuters que reparou que havia uma forma de a “Casa de Meninas” poder ajudar com o problema de vacinação da Áustria, depois de constatar que existia uma sobreposição entre a base de clientes e os não vacinados.

Ele explicou: “Olhámos para as estatísticas e vimos que precisávamos de cerca de 70/75% para chegarmos à imunidade de grupo, mas atualmente estamos apenas a 63%. Depois vi que muitos homens, muitos com antecedentes migratórios, praticamente recusam a vacinação ou nem sequer sabem que podem ser vacinados. “E uma vez que estamos realmente a atingir este público-alvo, decidimos criar aqui uma ‘clínica’ de vacinação”.

O que dizer?