Civis na Polónia estão a aprender a usar armas para se prepararem para uma possível invasão da Rússia

 

As pessoas na Polónia estão aprender a manusear uma arma de fogo devido ao receio de poderem vir a ser o próximo alvo do presidente megalómano russo Vladimir Putin.

O número de pessoas que têm vindo a aprender a disparar armas triplicou em Strzelnica Warszawiank, uma carreira de tiro na capital polaca de Varsóvia, e a grande maioria delas são mulheres.

Marcin Chewiński disse à VICE World News que as pessoas estão tão assustadas que decidiram utilizar armas de fogo pela primeira vez, para saberem como proceder no caso de precisarem de se defender.

“Devido à invasão da Rússia na Ucrânia, há cada vez mais pessoas a querer aprender a usar armas e a disparar”, disse Chewiński à VICE.

“Estão assustados pela sua própria família e por si próprios. Querem aprender a usar armas porque não se sabe o que vai acontecer na Polónia”.

Chewiński acrescentou que a Polónia tem geralmente “as mesmas armas que os ucranianos ou os russos têm”, o que pode ser um conforto para os civis.

Ao contrário de algumas das nações com mais armamento, as leis polacas sobre armas são rigorosas e pode levar meses a passar pelos controlos necessários para que uma arma possa estar na posse de um civil.

 

Chewiński disse à VICE que acredita que é provável que o governo polaco aligeire em breve os regulamentos sobre armas, o que tornará mais fácil aos seus compatriotas defenderem-se se surgir uma ameaça russa.

Ainda assim, Chewiński deixou claro: “Para o acesso a armas, vão ter de comprovar que estão bem psicologicamente. Não vai ser uma questão de chegarem com um bilhete de identidade e comprarem uma arma”.

De acordo com aqueles que já disparam na Strzelnica Warszawianka, cada vez mais mulheres têm aparecido por lá para aprender a disparar glocks e AK-47s.

O que dizer?