Como escreves a letra “X”? Pelos vistos, é algo que pode definir a tua personalidade

 

Porque é que “separado” se escreve tudo junto e “tudo junto” se escreve separado? Porque é que carregamos com mais força nos botões do comando da televisão quando as pilhas se esgotam? Porque é que as mulheres vão à casa de banho sempre juntas?

Estas e outras questões circulam constantemente nas redes sociais, e agora, uma artista oriunda de Filadélfia ajudou a dividir a opinião no Twitter com uma simples pergunta que causou controvérsia: como é que escrevem a letra “X”?

Provavelmente aprendeste a escrevê-la há muitos anos e talvez nunca te tenha perguntado se existem mais maneiras de escrever a letra “X”, mas a artista Sixers Smasey percebeu que existem pelo menos oito maneiras diferentes de o fazer.

Por isso, decidiu partilhar o seu momento de esclarecimento na internet, tendo colocado uma imagem a mostrar as diferentes formas de escrever o “X” e tendo perguntado depois aos utilizadores do Twitter como é que eles escreviam.

 

Os utilizadores das redes sociais começaram a responder a esta simples pergunta, mas o debate começou a aquecer. Rapidamente as pessoas começaram a atacar as pessoas e a dizer que aquelas que não escrevessem o “X” desta ou daquela forma eram simplesmente retardados.

Embora exista um ramo da psicologia conhecido como grafologia, que estuda a caligrafia e como esta se relaciona com a personalidade, nesta ocasião Sixers apenas assumiu a tarefa de rever as respostas ao seu tweet, que até ao momento totalizaram cerca de 32.000.

Ela diz que os americanos geralmente escrevem o “X” como mostra na figura 7 e que no Reino Unido é mais comum escreverem como mostra na figura 8. Segundo Kathi McKnight, uma especialista em grafologia, a forma correta seria a figura 7, começando na parte superior esquerda da página e movendo o lápis em direção à parte inferior.

Esta parece ser a forma “equilibrada” de mover o lápis, de acordo com ela:

“Pensem nisso: passamos da esquerda para a direita através da página quando escrevemos: da margem esquerda para a margem direita. Qualquer outra coisa é considerada um “golpe regressivo” que, segundo a análise da caligrafia, revela ‘rebelião, regressão ao passado e diálogo interno negativo’.”.

Quem diria que escrever um simples “X” podia mostrar traços da tua personalidade…