Comprimido novo para deixar de ressonar está a ser desenvolvido por cientistas

 

Um novo comprimido pode ser a salvação para as pessoas que ressonam, com alegações de que pode ajudar a aliviar os sintomas da apneia obstrutiva do sono.

O comprimido, tomado uma vez por dia, que tem o nome código de AD109, está a ser testado por uma firma dos Estado Unidos chamada Apnimed, tendo resultados iniciais que sugerem que pode ajudar o ressonar até 74%.

O Daily Mail reportou que o comprimido contem duas substâncias que já são usadas vulgarmente mas que agora podem ser utilizadas de modo a ajudar pessoas com apneia do sono – o nome que é dado ao fenómeno que ocorre quando a respiração para e começa enquanto dormimos.

A primeira é atomoxetina, que é muito usada para tratar Síndrome do défice de atenção e hiperatividade nas crianças, aumentando os níveis de noradrenalina no cérebro para os ajudar a manter a concentração.

 

Os cientistas americanos que estão a trabalhar no medicamento acreditam que a noradrenalina pode ajudar a manter os músculos respiratórios em boas condições, reduzindo assim a possibilidade de colapsarem enquanto a pessoa dorme.

A segunda substância é oxibutinina, que é frequentemente prescrita a pessoas com incontinência urinária, reduzindo os espasmos dos músculos que controlam a bexiga.

Neste contexto, acreditam que a oxibutinina pode ajudar a manter a língua no sítio, em vez de a deixar cair para trás e bloquear a garganta, algo que pode fazer uma pessoa ressonar.

Apesar do comprimido parecer promissor, vale a pena relembrar que está num estado inicial e que os especialistas dizem que ainda são necessários mais testes.