Condutor estava tão bêbado que rebentou com o “balão” onde soprou

Um homem na Irlanda do Norte registou um dos mais altos valores já alguma vez soprado num balão na história do Reino Unido.

 

Durante as primeiras horas da manhã do dia 28 de março, as autoridades viram um carro aos ziguezagues “como uma cobra” em Tobermore Road, Magherafelt, Londonderry, e viram-se obrigados a agir.

Quando os agentes pararam o condutor e o mandaram soprar no balão, o aparelho não conseguiu fazer uma leitura porque a sua concentração de álcool no sangue era demasiado elevada.

Já na esquadra, consta-se que o homem acabou por acusar 180 – mais de cinco vezes acima do limite legal.

A polícia de Mid Ulster criticou veementemente o condutor numa publicação no Facebook, descrevendo-o como um “aspirante a assassino”.

Na publicação, podia ler-se: “Fica uma verdadeira sensação de raiva esta noite, porque acabámos de registar um dos mais altos valores já soprados no balão na Irlanda do Norte e mesmo no Reino Unido.

“O aparelho não conseguiu registar uma leitura quando o homem foi testado no carro porque era extremamente alto (os aparelhos têm um limite de 220) e quando foi testado já sob custódia, depois de ter sido levado para a esquadra, ele soprou 180 na máquina probatória. O limite é de 35. As autoridades apanharam este aspirante a assassino na Tobermore Road a andar aos ziguezagues como uma cobra, sendo que ele acabou por parar no jardim de uma pessoa inocente”.

“É um milagre não termos polícias a telefonar para casa de alguém esta noite, para entregar uma mensagem de morte a uma família de um ente querido que foi colhido e morto. Não que o bêbedo ao volante deste carro parecesse importar-se minimamente, porque ele estava tão fora dele que não fazia ideia do que se estava a passar”.

Entretanto, em Inglaterra, a polícia agradeceu sarcasticamente a um condutor bêbedo por “se ter entregado”, tendo sido o próprio a bater à porta da esquadra.

O que dizer?