Criança não queria fazer os TPCs e a mãe decidiu chamar a polícia

 

Nos tempos de criança, as preocupações não faziam parte das nossas vidas, por isso evitámos fazer os nossos trabalhos de casa na escola porque bem, só nos queríamos divertir. No entanto, a nossa mãe estava sempre disposta a encontrar uma forma de nos impedir de ignorar as nossas obrigações, tais como não ver televisão, jogar computador/consola, ou, em última instância, impedirem-nos de sair e brincar com os amigos.

Há alguns dias, uma mãe na cidade de Chaco, na Argentina, achou necessário recorrer às autoridades para que o seu filho fizesse os seus trabalhos de casa…

Tamara, de 27 anos de idade, estava muito desesperada porque o seu filho Braian não lhe mostrava os cadernos de apontamentos que lhe tinham sido dados para verificar. Quando viu que a sua autoridade não tinha qualquer efeito sobre o seu filho, decidiu levá-lo à esquadra de polícia mais próxima e pedir ajuda para que pudessem repreendê-lo.

Contudo, quando lá chegou e lhes falou da sua situação, os oficiais não conseguiram esconder a sua surpresa.

 

Eles decidiram ajudar a mulher e conseguiram assim dar algum sentido ao rapaz. Não o repreenderam de todo e, pelo contrário, sentaram-se com ele à mesa para o motivarem e o ajudarem a resolver a tarefa que lhe tinha sido dada.

Os polícias aproveitaram a oportunidade para lhe incutir bons valores e fazê-lo ver a importância de estudar e de ouvir os seus pais. Mas não é tudo: percebendo que se tratava de uma família com baixos rendimentos, eles organizaram-se para angariar dinheiro e comprar uma despensa para dar à mulher, bem como roupas e calçado.

É importante salientar toda a humanidade deste gesto, que lhes valeu os aplausos e a admiração de muitas pessoas na Argentina e na América Latina.

O que dizer?