Cruz Vermelha está a aconselhar as pessoas a não venderem os rins para comprar o novo iPhone

A ideia de que uma pessoa não pode viver sem o novo iPhon, mas está disposta a viver com apenas um rim acabou por despoletar uma enorme onda de preocupação, compreensivelmente.

 

Uma imagem viral publicada por uma clínica de beleza em Laos, na Tailândia mostra um grupo de pessoas a segurar o seu novo iPhone, enquanto exibem as suas ‘cicatrizes cirúrgicas’, depois de supostamente terem vendido os seus rins em troca do novo telemóvel da Apple.

Muitos acreditaram que a fotografia era real, no entanto, foi noticiado que a clínica em questão, Dr. Nith Beauty Center, utilizou as imagens puramente como estratégia de marketing.

Na verdade, a notícia escalou a um ponto em que até a Cruz Vermelha na Tailândia condenou o gesto, tendo-o classificado como “imoral”.

Sophon Mekthon, da Cruz Vermelha, disse:

“Não pode haver comércio de órgãos como este. É proibido. É inapropriado que o comércio de órgãos seja promovido, especialmente trocar um por dinheiro para comprar um iPhone. É imoral e pouco ético”.

Para teres uma noção, o salário mínimo na Tailândia são cerca de 343 dólares, ao passo que o novo iPhone 14 custa entre $1,254 – $1,940.

Surreal.