Empregados de restaurante presos por não terem oferecido hambúrgueres aos polícias

A polícia no Paquistão prendeu o staff inteiro de um restaurante de fast-food depois de aparentemente estes se terem recusado a oferecer hambúrgueres gratuitos a um grupo de polícias.

 

19 trabalhadores de uma filial de Lahore da Johnny & Jugnu, uma popular cadeia de fast-food paquistanesa, foram detidos na semana passada, dois dias após terem negado aos agentes da autoridade comida grátis.

9 agentes da polícia foram suspensos por causa do incidente, o que levou a que todos os 19 membros do staff, que estavam de turno no dia 11 de junho, fossem detidos por mais de sete horas.

Durante esse tempo, um porta-voz do restaurante disse que os polícias começaram a “ser violentos” e a “empurrá-los”, tudo porque estes decidiram distribuir hambúrgueres grátis para todos e porque alegadamente, “não atenderam a um pedido de um convidado especial de muito alto nível”, reportou a BBC News.

De forma surreal, a Johnny & Jugnu diz que esta não é a primeira vez que um incidente como este acontece, com a cadeia a afirmar que os agentes da autoridade têm vindo repetidamente aos seus restaurantes a exigir comida grátis, por vezes intimidando e ameaçando o staff quando estes se recusam.

Num comunicado publicado no Twitter, Inam Ghani, um oficial da polícia de Punjabi, confirmou que os agentes envolvidos no incidente foram todos suspensos, tendo escrito: “Ninguém está autorizado a tomar a lei pelas suas próprias mãos. A injustiça não será tolerada. Todos eles serão punidos”.

Surreal.