Enfermeira demite-se depois das suas colegas de trabalho terem falado aos patrões sobre a sua conta lucrativa de OnlyFans

 

Uma ex-enfermeira dos cuidados intensivos diz ter deixado o seu emprego devido às suas “colegas de trabalho venenosas”, que decidiram expor aos seus superiores a existência da sua conta OnlyFans.

Allie Rae, como é conhecida na famosa plataforma, estava num dos melhores hospitais de Massachusetts, enquanto simultaneamente fazia cerca de 65 mil euros por mês através do OnlyFans.

Acontece que em dezembro, ela explicou que as suas colegas de trabalho descobriram a sua conta de Instagram e denunciaram ao patrão algumas das suas fotografias.

Rae recebeu inicialmente apenas um aviso porque não usou o seu nome verdadeiro nem expôs onde trabalhava.

Ainda assim, essa punição não foi suficiente para as suas colegas. Rae diz que elas acabaram por encontrar a sua conta OnlyFans e subscreveram, com a única intenção de tirar de lá os nudes existentes apenas para que pudessem enviá-los para o seu chefe.

Assim que o patrãoviu as fotografias, fez-lhe um ultimato – ou apagava o OnlyFans, que lhe dava milhares e milhares por mês, ou tinha de apresentar a demissão.

 

E bem, foi isto que a levou a entregar a sua demissão.

Rae explicou: “Eu nem sequer precisava do dinheiro – eu estava a ganhar mais dinheiro com o OnlyFans do que como enfermeira e só o estava a fazer porque adorava aquilo”.

Agora, ela mudou-se para a Florida com o seu marido para expandir a sua carreira no OnlyFans, o que não é de julgar, porque a pessoa que mais fatura no OnlyFans ganha quase 270 vezes mais do que um médico, de acordo com um estudo recente.

O que dizer?