Especialista em medicina preventiva não toma banho há 5 anos e diz que tomar banho não é bom

 

Hoje em dia, basta ir ao supermercado para encontrar mil produtos para cuidar da pele, do cabelo, dos germes, do mau odor, entre outras. Os especialistas recomendam que tomemos duche diariamente mas James Hamblin surpreendeu o mundo ao assegurar que isso não é assim tão certo e que o recomendável é…não tomar banho.

Não estamos perante um jovem alucinado que não quer tomar banho. Ele é professor na Escola de Saúde Pública de Yale e especialista em medicina preventiva. Em 2015, começou a investigar os efeitos de tomar banho e a estudar pessoas que não tomavam banho com regularidade e chegou à conclusão de que o melhor seria experimentar por ele.

Desde então, deixou de tomar banho. Ele disse: “Com o tempo, o teu corpo acostuma-se cada vez mais e deixa de cheirar tão mal, mesmo sem desodorizante ou sabão. A tua pele deixa de ficar tão oleosa quando deixas de usar sabões fortes. Muitas pessoas usam shampoo para eliminar o óleo do cabelo e depois metem amaciador onde metem óleos sintéticos de novo no mesmo. Se conseguires quebrar esse ciclo, o teu cabelo vai melhorar a olhos vistos”.

 

“O principal é entender que essas mudanças que vêm com não tomar banho não ocorrem de um dia para o outro. Houve momentos em que me sentia sujo e com vontade de tomar banho mas foi passando, e com o passar do tempo, essa necessidade também foi diminuindo. Quando tomas demasiado banho, destróis os ecossistemas do teu corpo”, afirmou.

“Ao deixares de tomar banho, chegas a um ponto em que o teu ecossistema chega a um estado estável e deixar de cheirar mal. Não cheiras a rosas mas cheiras a pessoa. Eu tenho um odor muito próprio e a minha mulher gosta dele. E as outras pessoas não se queixam. Passo água no corpo somente quando preciso, mas sem gel de banho, sem shampoo e sem amaciadores. Só água”.

Ele não toma banho há mais de 5 (!) anos e remata: “Diria que o duche é uma preferência mas está longe de ser uma necessidade médica”.