Explorador visita zona de Chernobyl e descobre uma mulher com o seu filho a viver lá

 

Ainda que o acidente nuclear que ocorreu na Ucrânia tenha sido um evento historicamente relevante, foi em 2019 que o interesse pelo que se passou voltou a crescer, muito graças à série Chernobyl, transmitida pela HBO.

Depois do lançamento da mini série, foram muitas e muitas as pessoas a visitarem a cidade de Pripyat e a chamada zona de exclusão, uma área de 30 quilómetros de diâmetro ao redor da Central Nuclear Vladimir Ilich Lenin.

As autoridades acabaram por abrir estes sítios ao público porque os níveis têm diminuído com o passar dos anos.

A verdade é que isso não quer dizer que não exista uma pequena margem de perigo ao visitar essa zona de exclusão mas recentemente, descobriu-se que não só existem pessoas a ir visitar o local por curiosidade como de facto existem até ucranianos que vivem por lá.

O youtuber Benjamin Rich decidiu ir explorar o local e descobriu uma família de idade avançada a viver na região, como se nada se tivesse passado.

Benjamin publica vídeos no seu canal de viagens Bald and the Bankrupt e em 2019, decidiu ir visitar o sector da Bielorrússia que pertence à zona de exclusão. E acabou surpreendido.

 

A verdade é que a certo ponto da viagem, ele deparou-se, de forma surpreendente, com um homem sentado à porta de casa, acompanhado por um cão. Benjamin aproximou-se e o homem ofereceu-lhe um bocadinho de vodka (clássico). O homem apresentou-se como Igor e convidou-o a entrar em sua casa.

Já dentro de casa, Benjamin percebeu que este homem vivia com a sua mãe, que tem 92 anos de idade, e que ambos se encontravam perfeitamente bem de saúde. Eles contaram que as autoridades tinham pedido para eles saírem da região mas como se negaram, recebiam alguns apoios do estado para conseguirem sobreviver num local tão hostil.

O vídeo é de 2019 mas é tão interessante e curioso que voltou recentemente a ser partilhado nas redes sociais.

Confere:

Muito bom.