Funcionária de hotel ignora a quarentena e espalha COVID-19 para 37 pessoas

 

Uma funcionária de um hotel nos Alpes deu recentemente que falar por ter sido a principal responsável por um surto de coronavírus, depois de ter ignorado a recomendação de quarentena e de ter ido sair para diversos bares.

 

Ela está por detrás do surgimento de mais 37 casos de COVID-19 na região de Garmish, disseram as autoridades locais.

A americana, de 26 anos de idade, havia regressado de uma viagem à Grécia com “sintomas claros de COVID-19”. Depois de apresentar dores de garganta, ela foi recomendada a isolar-se durante 14 dias enquanto aguardava o resultado do exame. Porém, na noite seguinte, ela decidiu ir ter com amigos, tendo ido a vários bares em Garmish. Pela manhã, ela recebeu o resultado: positivo.

Responsável por uma onda de infecções, a americana, que trabalha no Edelweiss Lodge and Resort, destinado a militares dos Estados Unidos e os seus familiares, acabou por forçar a cidade a adoptar medidas restritivas de circulação para a população e visitantes da região, localizada a 75 quilómetros de Munique.

A americana, cuja identidade permanece anónima, corre o risco de pagar uma multa pesada pela irresponsabilidade.