Herói anónimo fabrica caixas térmicas para proteger os cães de rua do frio

Ainda bem que existe quem se importe com os animais que não têm um lar e têm de se submeter à vida nas ruas, que pode ser muito mais complicada no inverno devido às baixas temperaturas.

 

No Chile, as temperaturas têm batido os -1ºC e quem sofre mais com isso são os cães de rua. Neste país, consta-se que existem aproximadamente 250 mil cães a dormir na rua. E ainda que não tenham um lugar quentinho para descansar, contam com a bondade e engenho de quem os quer ajudar.

Nas ruas do Chile, têm surgido pequenos refúgios feitos de cartão, bem como outros materiais reciclados, numa iniciativa realizada por algum herói ou heróis anónimos, com o intuito de apoiar os cães que vivem na rua e que não têm uma voz para pedir ajuda.

Estas casotas improvisadas são caixas de cartão cobertas de plástico e sacos do lixo para evitar que se molhem e que a água entre para o interior. Para além, disso, dentro das casotas existem mantas e almofadas velhas para manter os cãezinhos quentes.

Não se sabe quem foram os autores deste pequeno mas significativo gesto mas a ideia já inspirou mais pessoas no Chile e noutros países. Agora, em outros pontos da cidade têm aparecido “casotas” muito semelhantes.

Estas caixas térmicas praticamente não custam nada a fazer e são uma grande ajuda para que estes animais não passem tanto frio durante as noites.

Resgatar animais da rua é muito importante mas nem sempre existem os recursos e o espaço suficientes para ter um em casa mas bem, esta é uma excelente ideia para começar a ajudá-los.

Muito bom.