Homem afirma que venceu o coronavírus recorrendo a whisky e mel

 

Connor Reed trabalha como professor de Inglês na cidade de Wuhan e depois de ter sentido muita tosse e falta de ar, decidiu ir ao hospital para receber apoio médico.

O homem acabou por ser confinado no Zhongnan Univesity Hospital e duas semanas depois, teve alta, sendo que os médicos revelaram que ele havia sido infectado com o novo coronavírus. Connor, com 25 anos de idade, afirma agora que venceu o coronavírus recorrendo a whisky e mel…

Connor explica que decidiu rejeitar todas as indicações médicas que lhe foram dadas e surpreendentemente, recuperou do vírus recorrendo a um remédio “à moda antiga”.

 

Em entrevista, Reed disse que utilizou um inalador para lidar com a tosse que depois disso, tratava de ingerir whisky quente com mal, afirmando que foi isso que matou o vírus.

“É um remédio à moda antiga mas pareceu ter resultado”, partilhou Connor, tendo apontado que se recusou a tomar os antibióticos que foram prescritos pelos médicos.

No fim, ele disse: “Eu sou a prova de que o coronavírus pode ser derrotado”.

Wuhan, o epicentro do vírus, foi descrita pelo professor como uma “cidade fantasma” desde que o governo anunciou o período de confinamento.