Homem INOCENTE é libertado depois de cumprir 15 anos por assassinato

 

Um homem, oriundo do Tennesse, foi ilibado depois de ter estado preso durante 15 anos por um assassinato que não cometeu.

O juiz decidiu que Joseph Webster tinha sido condenado injustamente depois de uma disputa jurídica de 4 anos por parte do seu advogado.

O District Attorney’s Office de Davidson diz que “já não tem confiança na condenação do Sr. Webster”, rejeitando as acusações feitas contra ele.

Webster foi acusado e condenado por homicídio em primeiro grau quando Leroy Owens foi morto em 1998. Documentos do tribunal afirmam que o falecido estava em casa de um amigo quando dois homens apareceram e começaram a espancá-lo por causa do que se acreditava ser uma dívida de droga.

Os documentos declaram que Owens escapou, apenas com um sapato, e correu para casa de outro residente.

 

Pediram a Owens, que estava bastante ferido, que se fosse embora.

Ele tentou escapar mas o homem apanhou-o e espancou-o até à morte com um tijolo.

Na altura, as testemunhas identificaram Webster como o homem que matou Owens. Segundo o que foi reportado pela Fox 17, outra testemunha descreveu o assassino como um homem com 70kg sem características distinguíveis.

No entanto, os membros da família de Owens chegaram a dizer à polícia que um familiar tinha admitido que o tinha matado.

Uma das testemunhas que tinha dito que Webster era o assassino, ao ver uma foto do parente de Owens, disse que era o parente quem ela tinha realmente visto cometer o assassinato, não Webster.

Webster foi ilibado de todos os crimes.