Homem recebe comida envenenada para alimentar os seus cães e 17 dos 25 que ele tinha ao seu encargo faleceram

 

Don Luís vive em Tlaquepaque, Jalisco, e há anos que ajuda os cães que vai encontrando na rua. Ele leva-os para sua casa, onde os alimenta e cuida com os donativos feitos por muita gente.

A verdade é que existem pessoas muito maldosas no mundo e a prova viva disso está aqui: acontece que uma pessoa fingiu querer “ajudar” Don Luís e fez um grande donativo de comida. O problema é que essa comida estava envenenada e o resultado foi a morte de 17 dos 25 cães que o homem tinha ao seu encargo.

Este homem vive numa casa improvisada com lonas e madeira que ele mesmo criou. Ele dedica-se à venda de cartão, plástico, bem como outros materiais recicláveis que encontra no lixo, o que não é nada fácil, porque afinal de contas, só sobrevive disso. Consta-se que quando alguém doa comida para os cães, ele também come alguma dessa comida.

Algumas pessoas, cuja identidade permanece anónima, decidiram chegar ao local e deixar comida para os cães e Luís explicou que depois de estes a terem comido, começaram a sentir-se mal. 17 deles acabaram mesmo por falecer, deixando o dono e a vizinhança realmente triste e indignada…

 

Os vizinhos uniram-se para ajudar Luís com os cadáveres e para limpar o local, sendo que também fizeram queixa nas autoridades competentes para o sucedido. Consta-se que no estado mexicano em questão, quem mata um animal está sujeito a uma coima de mil dólares, sendo que pode ir para a prisão de 3 a 6 anos.

Neste caso, uma possível condenação seria certamente grave.

A PETA Latino já se uniu para reclamar justiça e está a oferecer uma recompensa de mil dólares para quem proporcione informação que permita a captura dos responsáveis desde ato, confiando em pronto de que vai haver um castigo para estes assassinos.

Quanto a Don Luís, bem, ficou verdadeiramente triste, porque tal como ele chama carinhosamente, os cães são “os seus meninos”.

Lamentável.