Inventam máscara nasal para aumentar a proteção contra a COVID-19

 

Tendo passado mais de um ano desde o início da pandemia, a máscara já é um item comum no nosso dia a dia, quase que equiparável às chaves de casa ou ao telemóvel na medida em que é não dá para sair com ela de casa. Agora, no México, já existe outra invenção para reforçar a protecção contra a COVID-19: a máscara nasal.

Trata-se basicamente de um protetor muito semelhante a uma máscara, mas este apenas cobre as narinas para permitir que as pessoas façam as actividades diárias, tais como comer ou beber. E não, não é um substituto para uma máscara normal.

A máscara foi criada por um grupo de investigadores do Instituto Politécnico Nacional (IPN), coordenado pelo Professor Gustavo Acosta Altamirano da Escola de Medicina (ESM), e o seu desenvolvimento surgiu da necessidade de alguns sectores, tais como os médicos, que precisam de tirar as máscaras para realizar as suas actividades diárias.

Esta máscara nasal, intitulada Mask Eating, não irá substituir a máscara nasal, mas é utilizada por baixo dela. Desta forma, as pessoas podem remover a máscara facial durante a hora das refeições e ainda têm uma barreira contra o vírus SARS-CoV-2, que causa a COVID-19.

 

Obviamente, esta máscara tinha de ser feita de um material muito especial para evitar a passagem de microrganismos. Isto já foi registado como uma nova invenção perante o Instituto Mexicano de Propriedade Intelectual e a sua produção em massa está a ser negociada.

Ainda assim, esta máscara nasal criou muita controvérsia nas redes sociais. Quando a notícia desta invenção foi divulgada, os utilizadores da internet criticaram o projecto, chamando-o absurdo e uma despesa de investigação sem sentido.

Ainda assim, há também aqueles que defendem a utilização desta máscara, especialmente para as pessoas do sector da saúde que têm de usar uma máscara a maior parte do dia, e acreditam que nenhuma medida de protecção única é demasiado para evitar novos surtos de COVID-19.

Qual a tua opinião?