Lutadora do sexo feminino destruída por adversário do sexo masculino em combate controverso de MMA

 

Ula Siekacz quebrou o silêncio depois de ter sido derrotada por TKO num combate de MMA intergénero na Polónia. Siekacz, que é apelidada de “ArmPowerGirl”, enfrentou Piotr “Mua Boy” Lisowski num de dois combates inter-género pertencente ao controverso card do MMA-VIP3.

O combate terminou no segundo round e a verdade é que Ula não saiu nada bem tratada do mesmo…

Os vídeos do combate tornaram-se virais, com muitos fãs a discutirem a decisão de ter homens e mulheres a enfrentarem-se uns aos outros.

Alguns dias mais tarde, Siekacz recorreu ao Instagram para falar do que lhe estava a passar pela cabeça:

“Olá pessoal, estou de volta viva e cá continuamos. Não vou ser mais esbofeteado por um homem. Aceitei conscientemente este combate e sabia o que estava a fazer. Estou à espera de algumas sugestões interessantes e vou continuar a trabalhar em mim. O que não nos mata, torna-nos mais fortes”.

 

Siekacz tinha dado anteriormente uma entrevista pós-combate ao FightsportPL, exprimindo pesar pelo desfecho. Ela disse: “Estou muito insatisfeita, não correu como eu queria. Estou desiludida comigo mesma”.

O segundo combate intergénero em Czestochowa viu Michał Przybyłowicz, também conhecido como “Polski Ken” devido à sua aparência de boneco de plástico, vencer Wiktoria Domżalska na primeira ronda.

Confere:

O que dizer desta modalidade de combate?