Mãe cria conta no OnlyFans para ajudar a sua filha a pagar a universidade

 

Os tempos mudaram e hoje em dia há várias formas de ganhar dinheiro recorrendo somente à internet, sendo que a plataforma OnlyFans é um dos perfeitos exemplos disso, onde as pessoas podem colocar conteúdos íntimos à venda a troco de muito, muito dinheiro.

Hoje, trazemos o caso de Marcela Alonso, uma mulher de origem hispânica que vive em Nova Iorque e vende fotografias suas na plataforma para ajudar a sua filha a pagar a faculdade.

Marcela abriu a sua conta no OnlyFans em 2017, porque sabemos o quão custoso pode ser pagar a universidade para uma jovem e Marcela não queria que a sua filha estudasse e trabalhasse ao mesmo tempo. Assim, decidiu começar a vender fotografias suas no OnlyFans de forma a poder ajudar a filha a pagar os estudos.

Ela disse:

“O meu objectivo é dar à minha filha o melhor da vida e proporcionar-lhe as oportunidades que eu não tive ao crescer. Nos Estados Unidos, as mulheres hispânicas estão na base da pirâmide quando se trata de rendimentos. É por isso que é importante para mim criar uma jovem bem educada e dar-lhe as oportunidades que eu não tive”.

 

O valor total do curso da sua filha rondava os 63 mil dólares, pelo que a sua mãe fez o seu melhor para que ela terminasse os seus estudos sem dever tanto. Durante algum tempo, trabalhou como bailarina numa discoteca, mostrando o seu corpo com pouca (ou nenhuma) roupa, mas depois decidiu desistir e arranjar um emprego “normal”, embora isso não a deixasse tanto tempo como para dançar.

Com tudo isto, ela decidiu começar a vender fotos íntimas na internet.

Durante a pandemia, Marcela perdeu o emprego e assim, a venda do seu material no OnlyFans tornou-se a sua única fonte de rendimento, e pelos vistos foi mais do que suficiente para cobrir as suas necessidades, as necessidades da sua filha e até mesmo para continuar a pagar a dívida com a universidade.

Parece que este se tornou um trabalho a tempo inteiro para aqueles que têm a sorte de ter outros dispostos a pagar pelo seu conteúdo.