Menina de 13 anos é forçada a casar com um homem de 48 anos e a tomar conta dos seus filhos que têm a mesma idade que ela

Em Mamasapano, uma município na província de Maguindanao nas Filipinas, uma menina de 13 anos foi forçada a casar com um homem de 48. Histórias destas não são nada de novo – casamentos com crianças são permitidos em pelo menos 117 países, de acordo com o Pew Research Center.

 

O que tornou esta história viral foi o facto da menina ter de tomar conta dos filhos do marido, que por sua vez têm a mesma idade que ela.

Asnaira Pamansag Mugaling casou com Abdulrzak Ampatuan numa cerimónia muçulmana com duração de um dia, um cenário que maior parte das pessoas consideraria “doentio”. A menina, vestida com trajes tradicionais, sentou-se ao lado do noivo, que parece ser velho suficiente para ser seu pai, ou mesmo seu avô.

Para além disso, Asnaira é a quinta mulher de Abdulrzak. Segundo a lei muçulmana, um homem pode ter mais do que uma mulher, desde que consiga dar o mesmo a todas e à família que tiver com cada uma.

Três semanas depois do casamento, Abdulrzak construi uma pequena casa para si e para a sua nova mulher. Enquanto Abdulrzak está fora de casa a cumprir as responsabilidades agrícolas, Asnaira fica a cuidar da casa, a fazer tarefas domésticas e a tomar contas dos filhos do seu marido de casamentos anteriores. Estas crianças têm a mesma idade que Asnaira.

Ela diz que não tem medo do seu marido porque ele “é simpático para ela”.

Abdulzrak diz que está feliz por ter encontrado a sua nova mulher e que “vai passar os seus dias com ela a tomar conta dos seus filhos.”

“Ela vai tomar conta do meu filho”, disse.

Abdulzrak acrescentou que como não estão preparados para ter filhos, vai mandar a sua mulher para a escola para terminar os seus estudos.

“Eu vou pagar a escola dela porque quero que ela tenha uma educação enquanto esperamos pela hora certa para ter filhos,” disse Abdulzrak.

As Filipinas têm 726,000 crianças noivas, de acordo com dados da UNICEF. À volta de 15% das meninas no país já estão casadas antes de fazerem 18 anos, enquanto 2% estão casadas antes do seu 15º aniversário.

A gravidez precoce, o isolamento social, e o desenvolvimento em geral são as principais consequências do casamento infantil.