Menino de 9 anos salvo por um crucifixo que impediu uma bala de entrar no seu peito

 

Um menino de 9 anos foi salvo pelo seu colar com um crucifixo que impediu que uma bala lhe penetrasse o peito.

O incidente ocorrei no município de Las Talitas, na província de Tucuman na Argentina, às 22h no dia 31 de Dezembro.

O menino, identificado com Tiziano, de 9 anos, estava a celebrar o ano novo com a sua familia quando sentiu um impacto forte no peito.

Tiziano disse ao canal de notícias local Telefe Tucuman que estava parado à frente de sua casa, à espera que a sua prima entrasse, quando de repente sentiu dor e viu uma bala no chão ao seu lado.

O menino foi levado para o hospital onde foi examinado por uma equipa médica que só encontrou um ferida superficial no seu peito, que foi tratado num espaço de uma hora.

 

O menino de 9 anos e a sua família não se aperceberam de quão perto a bala esteve de penetrar o seu peito até o seu pai, David, receber uma fotografia da tia do menino que mostrava o crucifixo que tinha encontrado no chão.

Uma das fotografias mostra a parte de trás do crucifixo que a família diz que salvou a vida do menino.

Tiziano diz que não se apercebeu que o crucifixo lhe tinha salvo a vida até a sua tia lhe enviar a foto que mostrava a marca da queimadura, uma vez que a única coisa que se lembrava era de perder o seu colar e de encontrar a bala.

A mãe do rapaz, chamada Alejandra, diz que apesar de algumas pessoas acreditarem que o incidente foi uma grande sorte ou coincidência, ela acredita que foi um “milagre”, acrescentado que Tiziano é uma benção para ela e para o pai dele.

David diz que as autoridades foram informadas e que começaram uma investigação para descobrir quem disparou a bala, no entanto ele disse que a coisa mais importante para ele é que o seu filho esteja bem. Até agora não existem novidades.