Movimento “Black Lives Matter” nomeado para um Prémio Nobel da Paz

 

Um deputado nomeou o movimento Black Lives Matter para um Prémio Nobel da Paz, descrevendo-o como um “movimento mundial de enorme importância”.

Petter Eide, que já exerceu anteriormente o cargo de Secretário-Geral da filial norueguesa da Amnesty International, elogiou o movimento que obriga os EUA, bem como outros países em todo o mundo, a examinar os efeitos prejudiciais do racismo sistemático no seio das sociedades.

Qualquer membro de um parlamento nacional pode nomear um candidato para o Prémio Nobel da Paz. Eide nomeou anteriormente ativistas de direitos humanos da Rússia e da China para o prémio.

Nos documentos de nomeação que foram agora submetidos à comissão, Eide escreveu:

“Considero que um dos principais desafios que temos visto na América, bem como na Europa e na Ásia, é o tipo de conflito crescente baseado na desigualdade. O Black Lives Matter tornou-se um movimento mundial muito importante para combater a injustiça racial.”

“Têm tido um enorme sucesso na sensibilização e consciencialização global sobre a injustiça racial.”

 

Continuou:

“Eles foram capazes de mobilizar pessoas de todos os grupos da sociedade, não apenas afro-americanos, não apenas pessoas oprimidas, foi um movimento amplo, de uma forma que foi diferente da dos seus predecessores.”

“A atribuição do prémio da paz ao Black Lives Matter, como a força global mais forte contra a injustiça racial, enviará uma poderosa mensagem de que a paz é fundada na igualdade, solidariedade e direitos humanos, e que todos os países devem respeitar esses princípios básicos.”

Ao falar para o jornal norueguês Klassekampen, Eide disse:

“Quando procurei na minha mente para encontrar a coisa mais importante que aconteceu no ano passado no que diz respeito à paz e ao conflito, pensei no Black Lives Matter. Trata-se de um movimento global extremamente importante, que me tocou muito.”

Qualquer pessoa viva ou organização activa pode ser nomeada para o Prémio Nobel da Paz, sendo o único requisito que seja proposta antes da data limite e por uma pessoa com direito a nomear.

Uma vez submetidas as nomeações, um Comité Nobel de cinco pessoas seleccionará o vencedor, com o vencedor de 2021 a ser anunciado em Outubro.