Mulher com duas PATARECAS revela tudo sobre a sua condição

 

Uma mulher com duas patarecas decidiu trazer a público a sua condição na esperança de encorajar outras pessoas a sentirem-se confiantes para falar sobre a sua saúde e corpo.

Andreea descobriu o seu estado quando tinha 14 anos, tendo-lhe sido dito durante uma consulta de rotina que tinha útero duplo, o que em termos práticos significa que ela tem duas patarecas e dois ventres.

Agora, aos 26 anos de idade, Andreea decidiu partilhar a sua história pela primeira vez para aumentar a consciência acerca da sua condição, dizendo que já não se sente mal consigo.

Ela explicou que o seu ginecologista não tinha conseguido inserir o espéculo porque existia uma cartilagem a dividir a entrada da patareca, dividindo-a efectivamente em duas. Andreea, que trabalha como gerente assistente em Salisbury, Wiltshire, recordou: “Ele ficou bastante chocado. Disse que era muito raro, mas não era algo com que me devia preocupar naquela idade”.

Apesar de ela afirmar que não faz diferença na sua vida s*xual, sendo que ela mantém a esperança de um dia ter filhos, Andreea só agora está a aprender sobre as complicações de fertilidade ligadas a esta condição, que diminui as hipóteses de reprodução.

Andreea e o seu namorado há seis anos, Oliver, de 36 anos de idade, decidiram informar-se mais sobre a condição, para que um dia possam ter uma família.

 

Andreea disse: “Nunca tive a certeza se conseguiria carregar um bebé a tempo inteiro, por isso queria saber se podíamos ter filhos. Ainda tenho muitas perguntas em relação ao meu diagnóstico. Em teoria, tenho dois úteros para poder ficar grávida, mas quero saber se posso carregar um bebé em segurança.

“Fui bastante cega a esta condição durante a maior parte da minha adolescência. Como não era algo propriamente desconfortável, não pensei muito nisso até conhecer o meu companheiro e, naturalmente, discutir o nosso futuro”.

Andreea disse que o seu estado não causa dores no dia-a-dia, mas sofre de “cólicas menstruais muito más”, o que ela acredita ser devido a ter um útero extra. Ela costumava ter dificuldades em falar da sua condição e assim, decidiu não contar aos seus amigos depois de descobrir o que tinha mas agora, sente-se muito confiante na sua própria pele.

Ainda bem que ganhou essa confiança.