Mulher mete o seu cão numa dieta de comida crua e jejum intermitente

– Nathalia Silveira consultou uma nutricionista para elaborar o plano alimentar de Theo, que consiste numa dieta totalmente de carnes cruas, vegetais, frutas e ervas aromáticas.

 


– Ela gasta apenas entre $40 a $60 por mês, o que, segundo ela, é menos do que gastaria com uma boa ração.


– Ela notou benefícios como um aumento da vitalidade em Theo, menos perda de pêlo e uma melhoria na sua saúde oral.

O típico dono que mima o seu cão compra da melhor ração de cão do mercado, o que provavelmente lhe custará muito. É um pequeno preço a pagar para manter o cão saudável. Mas esta dona acabou de levar a alimentação do cão a um novo nível – o seu cão não come nada a não ser comida crua e coloca-o num regime de jejum!

Nathalia Silveira, de 31 anos de idade, só quer o melhor para o seu cão Theo, um adorável Golden Retriever, por isso consultou um nutricionista para lhe arranjar a melhor dieta.

O plano alimentar de Theo consiste numa dieta totalmente crua de carnes, vegetais, frutas e ervas aromáticas.

   

O Theo janta pés de galinha, peixe cru, codornizes inteiras, e pedaços de rim e fígado. Estes são misturados com vegetais tais como cenouras, alface, couve, e pimento vermelho.

   

Também come frutas tais como amoras, morangos e kiwis, com óleos saudáveis, ervas, e suplementos vitamínicos.

   

E quanto ao orçamento, perguntam vocês. Quanto é que a Nathalia gasta nas refeições de comida crua do Theo? Ela diz que gasta apenas entre $40 a $60 por mês, à medida que vai comprando os seus produtos do supermercado e do talho local. Ela acrescentou que os custos são inferiores ao que ela gastaria numa boa ração em muitas lojas.

Nathalia insiste que a saúde do Theo melhorou bastante desde que começou a fazer esta dieta.

“O Theo é o meu companheiro e eu amo-o incondicionalmente. Acredito que alimentar os cães com comida, sem ser rações, é uma das melhores coisas que se pode fazer por eles. Já notei melhoramentos como um aumento de vitalidade, menos queda de pêlo e uma melhoria na sua saúde oral” – disse ela.

“Ele até perdeu peso e o seu pêlo parece mais brilhante.”

“Alimentá-los várias vezes ao dia, mesmo que seja mais uma forma de humanização, uma vez que nos sentimos mal por não os ver a comer o dia todo, embora o corpo saiba como lidar com isso. Notei que durante o dia não se importa se eu não lhe der comida, apesar de comer tudo quando ofereço.”

Ela disse que o Theo às vezes pede comida à noite, as suas refeições demoram algum tempo a ficar prontas. Ela descobriu que os cães têm o hábito de caçar à noite e comer as suas presas de uma só vez, por isso ela assume que foi essa a razão da preferência do Theo.

Nathalia criou uma conta no Instagram para o Theo, onde coloca fotos da sua vida quotidiana, incluindo as suas refeições e dicas de alimentação para os seus seguidores.

O Theo passa muitos dos seus dias a apanhar sol, a nadar, e a caminhar com Nathalia na praia.

Ela disse que o seu cão “está mais calmo e mais feliz desde que come desta forma – até as suas fezes são mais pequenas e cheiram menos.”