Mulher morre a fazer bungee jumping quanto saltou da ponte sem corda por engano

 

Uma mulher mergulhou para a morte depois de um bungee jump ter corrido muito mal.

Yecenia Morales, de 25 anos, saltou de uma ponte sem a corda de bungee à volta dos tornozelos.

Morales estava com o seu namorado que estava à sua frente na fila para o salto, que foi organizado pela empresa Sky Bungee Jumping em Amagá, no norte da Colômbia.

Mas as coisas tomaram um rumo trágico quando Morales ouviu um sinal dizendo ao seu namorado que era seguro saltar, mas pensou que era para ela.

Ao ouvir o sinal, ela saltou da ponte e é relatado que morreu de um ataque cardíaco a meio do ar.

Gustavo Guzmán, o presidente da câmara de Fredonia, disse: “Ela ficou confusa.”

Acrescentou: “O sinal era para o namorado saltar porque já estava agarrado ao equipamento de segurança.”

“Só lhe tinham posto o arnês e ela ficou confusa e apressou-se.”

Cerca de 100 pessoas estavam à espera de fazer bungee de uma ponte a uma altura de cerca de 45 metros.

Ela tinha sido a 90ª pessoa na lista, e ainda não tinha o cordão do bungee amarrado à volta dos seus tornozelos.

Ela caiu de uma altura de cerca de 50 metros para um vale e já estava morta quando os serviços de emergência chegaram ao local.

 

O seu namorado correu e tentou fazer reanimação cardíaca, mas foi tragicamente incapaz de a reanimar. Ela foi declarada morta no local.

Desde então, recebeu tratamento para o choque, bem como para feridas que sofreu enquanto se mexia para a encontrar após o acidente devastador.

De acordo com os meios de comunicação locais, os médicos do hospital disseram que ela sofreu um ataque cardíaco antes de atingir o solo.

Entretanto, as autoridades locais abriram uma investigação após afirmarem que duas empresas que ofereciam serviços e forneciam equipamento no local não estavam autorizadas a fazê-lo.

Numa declaração, disse o seu irmão de coração partido: “A minha irmã é uma rapariga com todos os melhores valores, feliz, espontânea, com virtudes que a fizeram amar os seus amigos, e ajudou as pessoas necessitadas.”