Mulher presa porque recebeu 1 milhão de euros na conta por engano e recusou-se a devolver

 

Uma mulher oriunda de Nova Orleães foi presa depois de se ter recusado a devolver os 1,2 milhões de dólares que haviam sido depositados na sua conta por engano.

Kelyn Spadoni foi detida no dia 7 de abril, acusada de roubo de mais de 25.000 dólares, fraude bancária e transmissão ilegal de fundos monetários, de acordo com o que foi reportado. As alegadas infracções tiveram lugar após uma empresa de serviços financeiros ter transferido acidentalmente mais de 1,2 milhões de dólares para a sua conta, em vez dos 82 dólares pretendidos.

As autoridades alegam que a mulher em questão, de 33 anos de idade, transferiu imediatamente o dinheiro para outra conta bancária, antes de o gastar num carro e numa casa nova.

Quando o banco tentou então recuperar o dinheiro, depois de ter concluído que a transferência foi um erro, o pedido foi rejeitado porque o dinheiro já não estava disponível na conta, de acordo com o Nola.com.

 

Pelo que fiz, Spadoni foi também despedida do seu emprego, isto após ter sido detida. O Capitão Jason Rivarde, do gabinete do Xerife, disse: “Não é o dinheiro dela e assim, ela não tem qualquer direito legal sobre ele. Mesmo que tenha sido colocado ali por engano, foi um erro contabilístico”.

Com isto, Spadoni enfrenta acusações civis, após a empresa financiadora ter lançado um processo contra ela por não ter respondido quando tentaram recuperar o dinheiro.

A empresa iniciou uma acção judicial contra ela no dia 6 de abril, alegando que foram feitas várias tentativas para contactar a jovem de 33 anos durante várias semanas, mas ela não respondeu a nenhuma delas.

No processo pode ler-se: “Pela sua conduta, Spadoni deixou claro que não pretendia devolver os fundos indevidamente transferidos para a Schwab”.