Mulher que teve COVID-19 diz que a comida sabe-lhe agora a “lixo e a esgoto”

 

Uma mulher que recuperou depois de ter contraído COVID-19 diz que agora tem uma condição que faz a comida saber a “lixo”.

Natalia Cano, oriunda dos Estados Unidos, pensou que se tratava de uma “anomalia” quando começou a reparar no bizarro efeito secundário do vírus. Contudo, depois de ter feito algumas pesquisas, a jovem de 20 anos descobriu que não estava tão sozinha como tinha pensado inicialmente.

Num vídeo emocionalmente publicado na sua conta de TikTok, que desde então foi acidentalmente apagada, Natalia explicou que sofria de uma condição chamada “parosmia”, que distorce o sentido do paladar e do olfacto de uma pessoa.

Ela disse: “Penso que ninguém compreende o quanto isto afecta a sua vida quotidiana. Não é só que os alimentos tenham um sabor errado, quer dizer, é isso, mas é lixo… É esgoto”.

 

“É gasolina. É amoníaco. É amargo. É mofo. Imagina se todos os teus alimentos preferidos tivessem o sabor dos teus alimentos menos preferidos. É um passo em frente disso. É lixo e esgoto. Imagina o pior cheiro que alguma vez sentiste na tua vida, e é isso, menos tudo. É tudo”.

Natalia explicou que foi quando leu um artigo da Healthline que se apercebeu de que aquela condição havia sido causada pela COVID-19.

Ela disse: “Estava a afetar-me tanto que desenvolvi gastrite. Já passaram 10 meses e um médico disse-me que se não melhorar dentro de um ano, há uma hipótese de nunca mais o ter de volta. Ainda tenho dois meses, e não vai desaparecer”.

O que dizer?