Mulher tenta evitar as regras de confinamento da pandemia ao levar o seu marido a passear com uma trela

 

Foi no Canadá que um casal foi multado depois de a mulher ter decidido ir para a rua passear o seu marido com uma trela, podendo assim alegar que estava “a cumprir uma das excepções ao confinamento”.

O Quebec impôs recolher obrigatório das 20:00 até às 05:00 de forma a conseguir achatar a curva relativa ao número de casos e de hospitalizados devido à COVID-19.

Foi dentro desse horário, por volta das 21 horas, que as autoridades viram marido e mulher na rua, sendo que ela encontrava-se a “passear” o marido como se este fosse um cão.

Quando questionados pela polícia, o casal afirmou que “estavam a seguir as regras estipuladas”, sendo que as mesmas mencionam que as pessoas “podem passear o cão até 1 quilómetro de casa depois das 20 horas”.

 

A verdade é que declarar que o próprio marido era um cão não serviu de muito, sendo que a polícia foi rápida a multá-los em 1000 euros, sendo que um porta-voz da Esquadra de Sherbrooke disse:

“O casal não colaborou com a polícia, de todo. A senhora afirmou que não ia pagar multa nenhuma e que a ia deixar acumular”.

O que dizer?