Papagaio preso no telhado manda os bombeiros para o c*ralho

 

Os bombeiros são verdadeiros heróis – e embora todos concordemos que eles fazem um trabalho espantoso, um papagaio rude não ficou tão grato.

Jessie, um papagaio amarelo e azul, disse à equipa de bombeiros que o resgatou em 2018 exatamente o que pensava deles, usando uma linguagem tão colorida como a sua plumagem de ave tropical.

Jessie estava presa no telhado de uma casa em Edmonton, no norte de Londres, há cerca de três dias. Eventualmente, os Bombeiros de Londres foram ao local com a intenção de tirá-la de lá. No entanto, tudo o que receberam foi uma carrada de insultos.

Apesar do voluntário dos bombeiros trazer uma bela tigela de comida e uma toalha fofa para tentar persuadi-la a descer, ela não parava de o “mandar para o c******”.

Isso não é muito agradável, pois não? É também um pouco irónico vindo de um animal que consegue voar, mas que ainda assim está preso num telhado.

Chris Swallow, o gerente da LFB, disse: “A Jessie estava no mesmo telhado durante três dias e estávamos preocupados que ela pudesse estar ferida, e por isso é que não tinha descido ainda.

 

“Acabámos por descobrir ainda que ela era ingrata, e só dizia asneiras, fartámos de nos divertir.”

Para melhorar ainda a cena, quando se cansou de insultar o bombeiro, voou para outro telhado, depois para uma árvore, e de seguida de volta ao seu dono.

Isto acontece bastante. De facto, o Serviço de Bombeiros já pediu repetidamente aos membros do público que não os chamem primeiro se um animal de estimação ficar preso.

É suposto telefonar à RSPCA e ver se eles conseguem resolver o problema. Se não conseguirem e precisarem, por exemplo, de uma escada gigantesca, ou de algum equipamento especializado, eles então é que chamam os bombeiros.

Um porta-voz do Serviço de Bombeiros disse: “Tal como neste incidente, a RSPCA deveria ser contactada em primeira instância e nós insistimos sempre para que as pessoas o façam se virem um animal preso ou em perigo.”

“Se a RSPCA necessitar da nossa assistência, eles então é que nos chamam, e teremos todo o gosto em ajudar com o nosso equipamento especializado.”

Claro que a RSPCA está bem habituada a lidar com a crueldade animal, por isso parece que seria perfeita para lidar com este papagaio tão cruel.