Pastor africano morre a tentar recriar a Ressurreição de Jesus

 

Um pastor africano morreu depois de ter tentado recriar a Ressurreição de Jesus Cristo.

A maioria das pessoas sabe que o filho cristão de Deus foi crucificado numa cruz durante várias horas antes de morrer e que o seu corpo foi guardado num grande túmulo. Três dias mais tarde, a Escritura diz que Jesus ressuscitou dos mortos e ascendeu ao céu.

Agorra, um pastor zambiano queria provar que era um mensageiro do Senhor e pediu para ser enterrado. James Sakara, da Igreja de Zion, tinha a certeza de que se levantaria do seu túmulo subterrâneo depois de ser enterrado vivo durante três dias.

A TV Diamond, da Zâmbia, relatou que a congregação do jovem de 22 anos não estava tão certa do plano, mas eventualmente três membros concordaram em atirar o jovem pastor para a sepultura improvisada.

 

Antes de ser levado para o subsolo, Sakara citou a Bíblia sobre o que Jesus disse aos seus discípulos antes de ser traído. Foi então colocado na sepultura com as mãos atadas à sua frente, antes de ter um grande monte de terra atirada para cima dele.

O jovem de 22 anos foi deixado ali durante três dias e, quando membros da sua congregação o desenterraram, descobriram que ele tinha morrido.

Rituais espirituais e “exercícios para o ressuscitar” foram conduzidos no corpo do homem na esperança de que este completasse a sua ressurreição, contudo, era tarde demais.

Um dos membros da igreja que ajudou a enterrar o homem entregou-se à polícia, enquanto os outros dois estão em fuga, de acordo com o Daily Mail.

O que dizer?