Professora é despedida por ter OnlyFans: o marido chibou-a

 

No mundo de hoje, muitas vezes não é possível viver apenas de um emprego, por isso muitas pessoas procuram o segundo e mesmo o terceiro empregos que consigam ajudam a pagar as contas no final do mês e deixar algum dinheiro extra para poupar, gastar ou investir. Contudo, existem poucas opções de trabalho que nos permitem viver sem tanta carga física e mental, que permitam fazê-lo a partir do conforto da nossa própria casa.

Dizem que tudo depende da nossa profissão, necessidade e ambição, e apesar da sua agenda sobrecarregada, esta professora decidiu abrir uma conta no OnlyFans para ter um rendimento extra.

Amy Kupps, uma professora de 32 anos de um liceu na Carolina do Norte, Estados Unidos, decidiu abrir uma conta no OnlyFans depois do seu marido a ter encorajado a fazê-lo, pois pensava que era a única forma de eles poderem ganhar um pouco mais de dinheiro para suportar as suas despesas. A professora de História disse que ganhou até 150 mil dólares pelo conteúdo que partilhou na plataforma.

Ela disse: “Nunca tinha pensado nesse tipo de coisas até o meu marido me encorajar como uma forma de começar a ganhar dinheiro extra. Compreendi rapidamente e foi tão bom ter o meu marido a apoiar-me. Ele ajudou-me sendo o meu fotógrafo e estávamos a pensar em novos conteúdos juntos”.

 

Mas o que começou como um esforço de equipa acabou mal. À medida que Kupps ganhava mais atenção e mais seguidores, os ciúmes do seu marido também aumentavam, e assim, ele decidiu espalhar as fotografias de Amy e contar na escola secundária onde ela trabalhava que ela mantinha uma conta no OnlyFans.

O marido de Amy revelou tudo aquilo numa reunião escolar a outro pai e a professora acabou por ser suspensa de imediato. Rapidamente a escola inteira descobriu e Amy teve de se demitir, pois não sentiu que houvesse outra opção para a situação em que se encontrava.

Amy explicou: “O meu marido não suportava que houvessem homens online que me mimassem com presentes muito mais caros do que aqueles que ele me dava”.

Depois disto, Amy confrontou o seu marido, que não negou ser ele o responsável pelo seu segundo trabalho que acabou por dar que falar. Amy declarou que o seu marido tinha muitos ciúmes dos presentes caros que alguns fãs lhe estavam a dar, com os quais ele não podia competir.

Após o confronto, Amy e o seu marido divorciaram-se em 2020 e ela espera agora resolver o seu problema com os estudantes e pais da melhor maneira possível para que possa regressar às salas de aula já em janeiro do próximo ano.

O que dizer?