Sinais de vida extraterrestre encontrada em Vénus

 

Cientistas descobriram que há hipóteses de existir vida nas nuvens em cima de Vénus.

O planeta, que é nosso vizinho no sistema solar, é um lugar muito invulgar porque a sua atmosfera é quase inteiramente constituída por dióxido de carbono (CO2), que é venenoso para animais e humanos.

Para além disso, é muito quente por ser o segundo planeta mais perto do sol, com uma temperatura estimada de 465 graus Celsius.

Mas, de acordo com o BBC, investigadores descobriram outro gás que pode ser encontrado a 50Km acima da superfície do planeta, e um que não tem explicação. É um gás chamado fosfina.

Isto deixou os cientistas preplexos, depois da professora Jane Greaves e a sua equipa da Cardiff University terem sido os primeiros a encontrar fosfina com um telescópio grande no Havaí.

A professora Greaves disse: “Isto foi uma experiência realizada por pura curiosidade, na verdade – tirar proveito do tecnologia poderosa do JCMT’s (James Clerk Maxwell Telescope), a pensar em futuros instrumentos. Eu pensei que só íamos conseguir excluir cenários extremos, como nuvens cheias de organismos. Quando tivemos as primeiros indícios que podia ser fosfina, foi um choque!”

“No final, descobrimos que ambos os observatórios tinham visto a mesma coisa – absorção fraca no comprimento de onda certo para o gás fosfina, onde as moléculas são iluminadas pelas nuvens mais quentes abaixo”, acrescentou.

O Dr. Lewis Dartnell, um astrobiologo da University of Westminster, acrescentou: “Se há vida que sobrevive nas nuvens de Vénus, isso é muito esclarecedor, porque pode significar que haver vida na nossa galáxia é muito comum. Talvez os seres vivos não precisem de de planetas como a terra e consigam sobrevivem em planetas muito quentes, como Vénus, ou outros da Via Láctea.”