Sniper mais letal do mundo faz SÉRIO aviso a invasores russos

 

Um homem descrito como “o sniper mais letal do mundo inteiro” emitiu um aviso aos russos que estão a invadir a Ucrânia depois de ter deixado a sua casa para se juntar à linha da frente ucraniana.

Conhecido como Wali, o sniper franco-canadiano terá atravessado a fronteira da Polónia para chegar à Ucrânia, tendo deixado a sua mulher e filho no Canadá para responder ao apelo do Presidente Volodymyr Zelenskyy para que os combatentes estrangeiros se juntassem à resistência.

Wali, de 40 anos de idade, e cujo nome real é desconhecido, limou as suas capacidades de atirador furtivo durante uma carreira de 12 anos no exército canadiano.

De acordo com o Toronto’s Globe and Mail, em 2017 ele terá batido um recorde mundial de maior número de mortes depois de ter morto um militante ISIS a mais de 3 quilómetros de distância.

 

Agora, ele está a usar as suas capacidades para ajudar os combatentes ucranianos, tendo dito ao DailyMail.com numa recente entrevista telefónica:

“Não gosto da ideia de alvejar ninguém. Mas quando chegar o momento de apertar o gatilho, não hesitarei. Se Putin quer realmente Kyiv, vai ter de pagar um preço enorme. Ninguém quer os russos aqui e todos vão resistir. Os danos que lhes podemos fazer serão uma loucura e eles vão perder tantas vidas que se tornarão noutro Estalinegrado”.

A mesma fonte revelou que o franco-atirador está situado num local desconhecido nos arredores de Kyiv, pronto a disparar com uma .338.

À medida que as forças russas se aproximam da capital, Wali avisou: “Esta é uma cidade enorme, e não uma aldeia. Olhando de onde estou agora posso ver imensas estruturas e edifícios de onde disparar. Eles nem vão saber o que os atingiu”.

O que dizer?