Soldados russos recorrem ao Tinder para tentarem safar ucranianas

 

Poucas horas antes da invasão da Rússia à Ucrânia, vários soldados russos estavam a recorrer ao Tinder para tentarem safar ucranianas que morassem na região de Kharkiv, então cercada por grande aparato militar da Rússia. Acreditando que praticamente não havia resistência por parte dos inimigos, os soldados de Moscovo pareciam estar à procura do que fazer em terras ucranianas.

O telemóvel de Dasha Synelnikova foi “brindado” com fotografias de dezenas de russos animados quando ela mudou a sua localização para Kharkiv na aplicação de dating, tudo isto poucas horas antes da invasão.

A mulher de 33 anos disse ao Sun que mora em Kyiv, mas mudou a sua localização no Tinder para Kharkiv depois de um amigo lhe ter tido que haviam tropas russas por todo o Tinder atrás de ucranianas:

“Eu não podia acreditar quando eles apareceram a tentar parecer durões e fixes”, disse ela.

 

“Um tipo musculado a tentar posar de forma sexy na cama com uma pistola, imaginem. Outro estava com equipamento de combate russo completo e outros apenas estavam com coletes à prova de bala apertados. Eu não achei nenhum deles atraente e nunca consideraria dormir com o inimigo. Foi um swipe left imediato mas eles eram tantos que fiquei curiosa e entrei numa troca de mensagens. Foi engraçado, mas assustador ao mesmo tempo, sabendo que eles estavam tão próximos”, disse.

Surreal…