Tempestade solar massiva pode “apagar” a internet durante meses

 

Os cientistas estão preocupados que o nosso sol se esteja a preparar para bombear um evento solar em massa que poderá mandar abaixo a internet durante vários meses.

A ionosfera terrestre faz um trabalho maravilhoso a defender-nos dos ventos solares ejetados do sol e desviando-os para os nossos polos, no entanto, este sistema não seria capaz de parar completamente os raios de uma ejeção de massa coronal (CME).

As EMCs consistem em plasma condutor de eletricidade emitido pelo sol e, se forem suficientemente grandes, podem dirigir-se à Terra a 2.000 km/s. Levaria apenas alguns dias para que chegasse até nós.

Como são condutores elétricos, têm o potencial de afetar qualquer coisa que seja alimentada por eletricidade, que é essencialmente tudo o que nos é querido nos dias de hoje.

 

A informação apresentada na conferência SIGCOMM 2021 veio avisar que o mundo não está preparado para tal evento e que tal poderia ser catastrófico para a vida moderna.

Sangeetha Abdu Jyothi, professora assistente na Universidade da Califórnia, explicou no seu artigo que um “apocalipse da internet” poderia durar muito tempo.

Ela disse à WIRED: “O que realmente me fez pensar sobre isto é que, com a pandemia, vimos como o mundo estava despreparado.

“Não havia nenhum protocolo para lidar eficazmente com a mesma, e o mesmo se passa com a resiliência da internet. A nossa infraestrutura não está preparada para um evento solar em grande escala”.

Ela alertou que uma EMC particularmente maciça poderia “causar interrupções da internet em larga escala, cobrindo todo o globo e tendo a duração de vários meses”.

Resta-nos esperar que tudo corra pelo melhor.