Testículo de um homem explode depois de ter sido alvejado com projétil durante protesto

 

O testículo de um homem explodiu, após ter sido alvejado com uma bala de borracha pela polícia, durante um protesto contra a brutalidade policial.

Ben Montemayor, de 29 anos, apresentou uma queixa contra o chefe da polícia de Los Angeles, alegando que os polícias usaram força excessiva e violaram o seu direito constitucional quando um polícia o alvejou durante uma manifestação na cidade o ano passado.

O processo federal, que foi submetido na segunda-feira, alega que o testículo direito de Montamayor inchou até ao tamanho de toranja e teve que ser composto de novo por médicos especialistas.

A ação judicial de Montemayor dá como arguidos a cidade e o chefe da polícia de Los Angeles, Michel Moore. Esta ação faz também com que o conselho de revisão de força do departamento conclua que, o oficial estava a agir de acordo com o suposto quando disparou contra Montemayor em Junho de 2020, relata o Los Angeles Times.

Montemayor disse ao jornal, que espera que o seu caso, que acabou com uma quantidade não especificada de danos, ajude a responsabilizar a LAPD e a proteger futuros manifestantes.

Ele disse:

“Eles são utilizados de forma irresponsável. São usados de forma exagerada. Não quero que sejam desvalorizados.”

Em Junho, Montemayor protestava com um grande cartaz a pedir para que fossem retirados os fundos de financiamento à LAPD, quando os oficiais em equipamento anti-motim começaram a avançar. Segundo o seu processo judicial, Montemayor não tinha ouvido uma ordem de dispersão, mas argumenta que apesar de tudo ainda estava a caminhar na direção em que acreditava que a polícia queria que os manifestantes se dirigissem.

O documento do tribunal diz que isso foi quando dois oficiais se aproximaram rapidamente, arrancaram-lhe o cartaz das mãos e empurraram-no para trás.

O processo declara:

 

Uma vez que Sr. Montemayor estava ali, desarmado, sem resistir à detenção, não apresentava qualquer ameaça para ninguém à sua volta, e tendo acabado de ser violentamente empurrado, um terceiro oficial a menos de três metros de distância apontou a sua arma de projéteis plásticos ao Sr. Montemayor e disparou intencionalmente contra ele na virilha com um projétil de plástico de alta velocidade e espuma dura.

As imagens da câmara da polícia do incidente, que foram divulgadas publicamente, mostram um oficial a empurrar Montemayor para trás enquanto ele levanta as mãos. O agente pode então ser visto a disparar contra ele na virilha, relata The Sun.

Vê por ti mesmo no vídeo:

A política da LAPD estipula que os oficiais só devem disparar contra os manifestantes com tais projéteis se estes representarem uma ameaça física para os oficiais, e não simplesmente por não cumprirem uma ordem de dispersão.

Depois de terem sido atingidos, ambos os testículos de Montemayor, eles incharam imediatamente, o direito ficou do tamanho de uma toranja, declarado no seu processo judicial.

Os médicos de uma clínica próxima fizeram uma ecografia escrotal, e depois de dizerem a Montemayor que ele estava em risco de perder os seus testículos, levaram-no para ser operado. Foi então submetido a uma operação que envolvia “juntar partes do seu testículo que tinham explodido”, alega o processo judicial.

Numa publicação no Instagram, na altura, Montemayor, um cineasta de Los Angeles, afirmou:

“O cirurgião receava que, se demorassem demasiado tempo, eu pudesse perder completamente o meu testículo.”

Desde o tiroteio, Montemayor afirma ter sido submetido a fisioterapia e ainda sofre de angústia e trauma emocional – afirma o processo. Diz que tem “flashbacks de ser atacado” sempre que vê agentes da polícia. O processo também considera o tratamento de Montemayor como “um exemplo horrível do abuso injustificado da polícia e da retaliação da Primeira Emenda, violentamente aplicada contra manifestantes pacíficos”.

Um dos seus advogados, Dan Stormer, disse que a LAPD deve ser responsabilizada.

Stormer disse:

“Uma sociedade civilizada não pode sobreviver se a polícia for autorizada a andar à solta nas ruas a fazer o que quer. A polícia de Los Angeles está descontrolada.”