Três gorilas testam positivo para a COVID-19

 

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos anunciou que três gorilas-ocidentais-das-terras-baixas testaram positivo para o coronavírus no San Diego Zoo Safari Park, Califórnia, EUA.

São assim os primeiros hominídeos a contrair o vírus.

Lisa Peterson, diretora executiva do parque, assegura que os gorilas deverão recuperar.

Neste momento, os cuidadores estão a manter os 8 gorilas (que vivem como um grupo de 8) juntos e estão a vigiá-los de perto.

Lisa disse:

 

“Alguns podem ter e outros não. Vivem em grupo com um único dorso prateado. Ele é o líder. Ele guia-os ao longo do dia. Eles observam-no. É realmente o melhor para eles que lhes seja permitido continuarem como estão.”

Dois dos gorilas começaram a tossir no dia 6 de Janeiro. Os trabalhadores do zoo recolheram amostras fecais e enviaram-nas ao California Animal Health and Food Safety Laboratory System que, juntamente com o National Veterinary Services Laboratories do Departamento de Agricultura, confirmou a infeção no dia 11 de Janeiro.

De acordo com a declaração feita pelo jardim zoológico, suspeita-se que os gorilas tenham sido infetados por um membro assintomático da equipa, mesmo tendo sido seguidas todas as precauções recomendadas. Estes gorilas partilham 98,4% do seu DNA com os humanos.

Os investigadores receiam que a infeção se possa espalhar rapidamente e coloque em perigo toda a população de gorilas-ocidental-das-terras-baixas, uma vez que vivem em grupos familiares próximos.