Ucrânia apreende um dos sistemas electrónicos de guerra mais avançados da Rússia

 

A Ucrânia capturou um dos sistemas electrónicos de guerra mais avançados da Rússia. O módulo de comando Krasukha-4 intercepta satélites de baixa órbita, drones e mísseis, e pode inclusive seguir os aviões da NATO.

O dispositivo conta com um alcance de 300 quilómetros e foi concebido para bloquear sistemas de alerta e controlo aéreos (AWACS), bem como proteger as forças russas dos sistemas de vigilância.

A unidade é dividida em duas partes, um módulo de posto de comando e um sistema de guerra electrónico, que são montadas em dois camiões.

As forças ucranianas depararam-se com o dispositivo perto de Kyiv, e fotografias publicadas online mostram a grande unidade coberta de ramos, no que parece ter sido uma tentativa de camuflagem por parte da Rússia.

De acordo com o Telegraph, o Krasukha-4 será muito provavelmente levado para a Base Aérea de Ramstein da Força Aérea dos Estados Unidos, na Alemanha, antes de ser transportada para os Estados Unidos, onde será examinada.

O veterano militar Justin Crump disse que foi um achado significativo e um dos vários “bens que foram recuperados no campo de batalha”.

Ele disse ao Times que a captura do dispositivo “mostra a dispersão dos combates e a falta de comunicações do lado russo”.

Na semana passada, foi também noticiado que os dispositivos Starlink de Elon Musk estavam a ser utilizados para ajudar as forças ucranianas a combater contra a invasão russa.

Um especialista aéreo da Aerorozvidka revelou ao Times que os militares ucranianos têm vindo a ligar-se à rede de satélites de Musk para permitir que a sua tecnologia se fixe em alvos inimigos.