Universidade da Coreia do Sul inventa tatuagem que produz eletricidade através do toque

 

É provável que já te tenha acontecido deitares-te na cama e instalares-te perfeitamente só para te aperceberes que deixaste a luz do quarto ou a televisão ligada. Mas nada temas, porque talvez isto possa ser resolvido num futuro próximo com uma tatuagem adesiva que envia sinais eléctricos.

O mundo da tecnologia e das tatuagens estão a combinar-se de maneiras surpreendentes. A Universidade de Ajou, na Coreia do Sul, criou uma tatuagem eletrónica que pode ser facilmente colocada sobre a pele e que gera sinais eléctricos quando alguém toca nela.

Esta invenção genial foi apresentada na Advanced Energy Materials, onde os investigadores explicam que se trata de um um decalque fino feito com proteína de seda que utiliza uma tinta com nanofibras de carbono. O desenho da tatuagem é feito no decalque, para que não tenhas de sofrer a dor de uma máquina de tatuagem convencional.

A tatuagem electrónica é ativada pelo toque e pode ser ligada a dispositivos para acender luzes LED ou operar pequenos dispositivos eletrónicos como cronómetros, por exemplo.

 

Esta tatuagem eletrónica não é permanente e pode ser lavada simplesmente com água e sabão. Assim, podes ter diferentes obras no teu corpo para ativar diferentes dispositivos, dependendo das tuas necessidades.

Outras universidades e centros de investigação no ramo da eletrónica estão a trabalhar para criar novas tecnologias sob a forma de tatuagens, que podem ter mais potência de uma forma segura para as pessoas e que podem até ligar-se aos seus telemóveis e até monitorizar a sua condição física ou medir o ritmo cardíaco.

Muito bom.