Voluntária ucraniana é fuzilada depois de ter ido levar ração a um canil

 

Uma ucraniana de 26 anos foi morta a tiro no seu carro quando voltava para casa depois de ter ido levar ração a um canil.

Anastasiia Yalanskaya foi uma das 3 voluntárias que fizeram a perigosa jornada até ao canil em Bucha, a cerca de 28 quilómetros da capital da Ucrânia. O carro de Anastasiia foi “deliberadamente” alvejado com “armas pesadas” por tropas russas, isto de acordo com a sua própria família.

Não se sabe ao certo quais eram as intenções dos soldados, mas familiares da voluntária acreditam que os combatentes inimigos estavam com a mira em civis. O Kremlin afirma que está apenas a atacar alvos militares na ofensiva, mas várias histórias de famílias inteiras a ser exterminadas pintam um quadro muito diferente.

 

A última publicação de Anastasiia no Instagram em 3 de março mostrou-a sentada na parte de trás de um carro com sacos de comida para cães. Os animais estavam há alguns dias sem comer, uma vez que Bucha estava sob forte bombardeio das forças russas.

“Pedi a ela que fosse mais cautelosa”, disse o ex-marido de Anastasiia, Yevhen Yalanskyi. “Um erro custa muito caro, mas ela estava a querer ajudar toda a gente. Pedi a ela que pensasse em fugir, mas ela não ouviu”, acrescentou.

O carro de Anastasiia foi encontrado crivado de balas, não muito longe de sua casa, de acordo com o New York Post.

RIP.